sexta-feira, 20 de março de 2009

Via campesina

Quando ouvi falar a respeito da via campesina pela primeira vez foi na destruição da Aracruz,
pois são tantas organizações em prol dos mais necessitados que não sabemos o nome de todas, fiquei horrorizada com essa situação e pensei: por que um bando de mulheres fariam isso?
Quer saber? não encontro resposta.
Não entendi ainda o que elas querem mostrar com essas atitudes, que no meu ponto de vista são tolas e desnecessárias. Fiz uma pesquisa no Google, e no Wikipéia por via campesina e achei um documentário bem interessante, segue abaixo:

“Via Campesina é uma organização internacional de camponeses que tem por objetivo defender os interesses desse segmento, que, segundo eles, representaria parte significativa da população mundial e historicamente seria mantida à margem dos benefícios da sociedade e das negociações de políticas nacionais e internacionais. Atualmente o secretariado internacional da Via Campesina (que é rotativo) está situado na Indonésia.
A organização foi responsabilizada direta e criminalmente, no Brasil, por diversos ataques e depredações a empresas e plantações, realizados como forma de protesto ou punição ao que a organização vê como políticas que estariam prejudicando o campesinato.
Objetivos
A Via Campesina é um movimento internacional que coordena organizações camponesas de pequenos e médios agricultores, trabalhadores agrícolas, mulheres . rurais e comunidades indígenas da Ásia, África, América e Europa. Trata-se de um movimento autônomo, pluralista, mas com ligações políticas e econômicas. Está formada por organizações nacionais e regionais cuja autonomia é cuidadosamente respeitada. Está organizada em 8 regiões: Europa do Leste, Europa do Oeste, Nordeste e Sudeste da Ásia, Sul da Ásia, América do Norte, Caribe, América Central, América do Sul e na África.

A Via Campesina Brasil é composta pelos seguintes movimentos:
• MST - Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra
• MPA - Movimento dos Pequenos Agricultores
• MAB - Movimento dos Atingidos por Barragens
• MMC - Movimento de Mulheres Camponesas
• FEAB - Federação dos Estudantes de Agronomia do Brasil
• CPT - Comissão Pastoral da Terra
• PJR - Pastoral da Juventude Rural ”

Fonte: Wikpédia


O documentário nos fala no objetivo de defender os seus interesses, mas não é isso que ocorre, infelizmente a via campesina se resume a mulheres que não sabem se expressar e acabam destruindo o que grandes empresas constroem , podemos dizer que essas empresas empregam muita gente.Devemos nos conscientizar e dar um basta nessas crises de isteria.
Concordo com o manifesto de protestos e caminhadas a favor dos seus direitos, mas por que destruir?
Acredito que essa não é a melhor forma de se fazer política.

Agradeço a minha colega Cátia Silva que fez umas correções na ortografia.

Nenhum comentário:

Teatro de Páscoa

TEATRO DE PÁSCOA